Aluguel de Casas em Solânea para o São João

Para as pessoas interessadas em passar mais de um dia no maior São João do Brejo Paraibano e não quiserem ficar hospedadas em hotel, a outra opção é juntar os amigos e alugar uma casa, temos várias opções de preços e locais.

Fones: 9315-2846 /8710-4026

São João na Pousada Laranjeiras

A Pousada Laranjeiras está com pacotes para o São João 2008, lá sempre acontece uma festa à parte com comidas típicas, quadrilhas, fogueira, trio de forró entre outras atrações, sem falar que fica apenas 18km de Solânea e 15km de Bananeiras onde acontece as principais festas juninas do brejo.

Programação do São João 2008 em Solânea

O  São João de Solânea sem sombra de dúvida é o maior do Brejo paraibano e 3º maior da Paraíba,  a cada ano se consolida como destino turístico para milhares de pessoas, em primeira mão obtive as datas das principais bandas que se apresentarão este ano em praça pública como de costume,  a novidade é que não serão 45 atrações e sim 50, continua a tenda eletrônica e o forró pé-de-serra todas as noites. Segue abaixo a relação de alguns dias com sua atração principal:

12 – Aviões do Forró

13 -Sirano e Sirino

14 – Cavalo de Pau e Capital do Sol

20 – As Bastianas ( às 19:00) e Felipão

21 – Magníficos

22 -Saia Rodada ( à tarde) e Desejo de Menina

23 – Garota Safada ( à tarde) e Fábio Júnior

Logo que tiver mais detalhes postarei.

Lama, Chuva e Banho de Cachoeira

No feriado de 1º de Maio tive o prazer de passar bons momentos com uma galera boa de João Pessoa e Campina Grande, ao todo foram 23 pessoas, a turma de Campina veio com a Agência Avantur e o pessoal de João Pessoa foram fruto deste blog. Chegamos por volta das 09:00 em Borborema a turma de João Pessoa já estava nos aguardando, subimos até a igreja de Nossa Senhora do Carmo de onde pudemos ter uma bela vista do município, falei um pouco sobre a história daquele lugar e o percurso que íamos fazer na trilha do Túnel de Samambaia, foram 5km de belas paisagens, muita lama, chuva e boas conversas. Quando iniciamos a trilha não estava chovendo, mas tinha muita lama no caminho, como nunca vi, mas nada que impedisse nossa caminhada, pelo contrário foi mais um atrativo para a trilha, depois que chegamos no túnel aí sim caiu um toró d’água, todo mundo relembrou os tempos de criança quando tomava banho de chuva debaixo das reclamações maternas, foi um presente de Deus aquele momento, chegamos molhados dos pés a cabeça no carro que nos esperava na estrada para nos levar para a cachoeira, como não havia jeito mesmo entramos molhados e fomos embora, chegamos no restaurante de Dona Lurdes por volta do meio-dia, após comermos galinha de capoeira continuamos nosso percurso em direção a cachoeira, agora a pé, caminhamos por uns 15 minutos e encontramos aquela maravilhosa paisagem, a cachoeira estava com sua capacidade máxima, sem muitas delongas a galera caiu na água, embora estivesse fria, às 15:00h começamos a nos arrumar para fazer o caminho contrário, não imaginávamos o que estava por vir. Depois das meninas trocarem de roupa e entrarem no carro começou a chover, ficamos preocupados se o carro ia atolar, estávamos numa Splinter lotada, não deu outra quando começou as ladeiras o carro não subiu, tivemos que descer (no começo só os homens), para empurrar, levei uma queda dentro da lama e acabei de me sujar, pelo menos tiramos o carro do atoleiro, depois de alguns metros o carro atola novamente e desta vez as mulheres saem todas de dentro, não ajudaram a empurrar mas diminuiu o peso, o carro subiu a ladeira vazio e tivemos que ir pé, sorte que não estava mais chovendo. Para coroar a excursão ao passarmos pela cachoeira de Santa Vitória ela estava com água devido o sangramento da Barragem, uma paisagem belíssima, paramos para tirar fotos e depois seguimos. Creio que forma momentos inesquecíveis para todos que viveram esta experiência maravilhosa. Agradeço a Marivane por mais uma vez divulgar o brejo paraibano e a todos que se dispuseram a conhecer nossa região.